Indústria abre vagas de emprego para o fim de ano

Industria abre emprego

Começou a época em que o comércio envia os primeiros pedidos de produtos para que as fábricas tenham tempo de atender até dezembro, período de Natal e Ano Novo, melhor mês de vendas do setor. De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos, as empresas de eletroeletrônicos voltaram a contratar aproximadamente 4 mil trabalhadores, em agosto. A segunda quinzena de setembro deve apresentar maior movimentação, afirma o Centro da Indústria do Amazonas (Cieam).

Em tempos de ‘vaca gorda’, como em 2010, por exemplo, o Polo Industrial de Manaus (PIM) chegava a contratar de 8 mil a 9 mil trabalhadores nesse período para atender as encomendas do varejo.

No ano passado, foram 30 mil demissões no segundo semestre e, agora, empresas estão retomando as contratações, afirma o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Valdemir Santana.

“Já foram em torno de 4 mil a 5 mil (contratações), principalmente Eletroeletrônico de Informática. Algumas empresas, não todas, mas aquelas que ganharam mercado em cima da concorrência, estão contratando trabalhadores fixos e temporários desde o início de agosto”, disse.

O diretor executivo do Cieam, Ronaldo Mota, afirma que enquanto não houver definição do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, não haverá movimentação das empresas. “O impeachment trava todo o sistema (de encomendas de fim de ano) por conta da insegurança política”, disse Mota ao acrescentar que deve haver mais contratações a partir da primeira quinzena de setembro.

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), registrou, pela primeira vez, esse ano, a abertura de vagas na indústria, 672 postos, em julho. O resultado foi influenciado, principalmente, pelas indústrias de material elétrico e de comunicações, de mecânica e metalurgia.

Apesar da melhora na perspectiva, no acumulado de janeiro a julho, a retração de vagas na indústria chega a 5,8 mil postos e queda de 19,3 mil vagas, em 12 meses.

Fonte: D24am

Meninos da Vila vencem o 1º Campeonato de Futebol de Areia da Liga do Clube dos Metalúrgicos

WhatsApp Image 2016-08-29 at 09.22.03
O time Meninos da Vila foi o campeão do 1º Campeonato de Futebol de Areia da Liga do Clube dos Metalúrgicos. O jogo aconteceu no domingo (28), no Clube dos Metalúrgicos. Com o placar de 12 x 9 o time Meninos da Vila ganhou da equipe do Vasco.
O campeonato foi um sucesso e a final emocionante, com a presença de mais de 600 pessoas, que prestigiaram o jogo.

WhatsApp Image 2016-08-29 at 09.22.19 (1)O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal-AM), Valdemir Santana, foi que entregou as medalhas e o troféu aos times vencedores. Para ele, esse tipo de campeonato, muito bem organizado, proporciona aos trabalhadores e sócios do Sindmetal-AM um final de semana mais divertido.

“Nossa intenção é proporcionar aos trabalhadores um momento de descanso e lazer. Por isso, nos empenhamos tanto para oferecer esse tipo de interação entre eles. Esse primeiro campeonato foi um sucesso e foi muito bem organizado”, disse Santana.

Final do 1º Campeonato de Futebol de Areia da Liga do Clube dos Metalúrgicos acontece neste domingo (28)

Postagem no Face

Acontece neste domingo (28), a partir das 9 horas, o jogo da final do 1º Campeonato de Futebol de Areia da Liga do Clube dos Metalúrgicos.

Os times Vasco x Meninos da Vila irão se enfrentar no campo de futebol de areia do Clube dos Metalúrgicos, localizado no Km 27, da Rodovia Estadual AM – 010 (Manaus/Itacoatiara).

O time vencedor ganhará medalha de ouro e troféu e o segundo lugar ganhará medalha de prata. A festa será animada pelo apresentador Rick do Butecco e o cantor Anderson Marques.

Prestigie! Venha torcer pelo seu time!

DOAÇÃO DE CESTAS BÁSICAS AO ABRIGO MOACIR ALVES

Segundo os organizadores da Liga, ao final do jogo será feita a entrega de mais de 10 cestas básicas ao representante do abrigo Moacir Alves (Alvorada). Os alimentos foram doados pelos jogadores de todos os times no momento da inscrição no campeonato.

 

Sindmetal-Am faz assembleia e trabalhadores da Mídea Carrier reprovam proposta de compensação da empresa

1Em Assembleia realizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal-AM), na quinta-feira (25),  na Midea Carrier, os trabalhadores reprovaram a proposta de compensação do feriadão da Semana da Pátria.

De acordo com o dirigente sindical Sidney Malaquias, a empresa propôs que os trabalhadores folgassem dia 6 de setembro e trabalhasse no sábado (10) para compensar a folga, mas os trabalhadores não aceitaram a proposta.

Malaquias explicou que a proposta foi recusada seguindo a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), que garante ao trabalhador que trabalhar ao sábado dois dias de folga. “A proposta da empresa foi reprovada, então ficou decidido que eles irão folgar dia 5, trabalhar dia 6 e folgar dia 7, retornando ao trabalho normalmente durante a semana”.

Unisanta abre inscrições para vestibular no polo de Educação a Distância de Manaus

Sem título-1Cursos bacharelados, tecnológicos e licenciaturas, com excelentes avaliações do MEC.

Eis uma oportunidade para quem pretende fazer um curso de graduação de qualidade,  a Universidade Santa Cecília (Unisanta) está com inscrições abertas para vestibular agendado no polo de Educação a Distância (EaD), todos credenciados pelo MEC, com aulas a partir de agosto. As inscrições podem ser feitas no site da Unisanta (vestibular.unisanta.br ou unisanta.br/ead).

Em Manaus, o Polo da Unisanta fica localizados no Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal-AM), rua Duque de Caxias, 958, Praça 14, Zona Centro Sul – Tel.: (11) 3304 1036.

São oferecidas vagas em EaD para os cursos: Administração, Ciências Contábeis, Gestão Ambiental, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Financeira, Logística, Marketing, Pedagogia, Processos Gerenciais e Segurança Pública.

De acordo com o diretor de Educação a Distância da Unisanta, Prof. Dr. Marcelo Cruz, após as onze visitas do MEC para autorização de polos e reconhecimento de cursos, a EaD da Unisanta fecha o semestre com chave de ouro.

“Isso significa dizer que a marca e a qualidade Unisanta estarão,possivelmente, já no próximo semestre, presentes em mais 27 municípios. Uma expansão significativa e importante, uma vez que a Universidade levará sua experiência de 55 anos de excelência na educação a esses locais, permitindo formar novos profissionais qualificados, que não teriam essa oportunidade se não fosse a EaD”, conclui.

Além do credenciamento dos Polos, todos os cursos em EaD da Unisanta avaliados pelo MEC também tiveram excelentes notas no processo de reconhecimento, confirmando a qualidade de 55 anos ensino.

 

 

Profissionais qualificados garantem produtividade do PIM

Porto

Menos desperdício com mercadorias e contêineres avariados e também redução de 30% no tempo de carga e descarga de navios, levando à melhoria da performance operacional portuária e maior lucratividade das empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) e dos clientes do comércio de Manaus.

Estas são as principais consequências do programa interno de capacitação das equipes operacionais do Porto Chibatão,que atuam diretamente nas operações nos navios e embarcações que atracam no maior terminal portuário privado da América Latina, localizado na Zona Sul de Manaus.

Ao todo, são 130 profissionais contratados de forma direta pela companhia que realizaram cursos teóricos e treinamentos práticos em empresas certificadas e autorizadas pela Diretoria de Portos e Costas (DPC) – órgão federal com mais de 15 anos atuando no mercado portuário nacional – e pela Capitania dos Portos.

“Em setembro, o programa completa oito meses de implantação e estes avanços somente foram possíveis com investimentos próprios para trazer cursos e especialistas de outros estados, pois nossa região não tem nenhum centro de formação neste padrão de excelência”, explica o Diretor Executivo do Grupo Chibatão, Jhony Fidelis.

Fidelis destaca ainda que a opção por contar com profissionais próprios também trouxe melhorias para a gestão do principal terminal portuário do Amazonas, como no controle das operações e redução de custos com manutenção e reposição de equipamentos, uma vez que há maior atenção e organização nos métodos de trabalho.

Na avaliação do diretor, a utilização de equipes próprias nas operações de carga e descarga de navios é uma tendência irreversível no País que vem ganhando força nos últimos dois anos.“É o que a lei faculta aos portos privados e os resultados estão sendo comemorados tanto aqui como também nos terminais do Rio Grande do Sul, São Paulo e em todos os outros da costa brasileira”.

Valorização

Para os profissionais que fazem parte da equipe, os ganhos também são incontestáveis. Formado em sua totalidade por colaboradores que já estavam no mercado de trabalho, eles tiveram ganhos salariais reais baseados na qualificação e valorização de seus desempenhos nos cursos.

O Diretor Presidente do Grupo Chibatão, Jean de Oliveira, ressalta que a capacitação dos 130 operadores portuários faz parte da política interna de aprimoramento permanente de todos os segmentos e setores da companhia, dos motoristas de carretas a compra de novos e modernos equipamentos.

“Somos uma empresa 100% amazonense e vamos continuar investindo em nosso Estado.Atuamos dentro de normas rigorosas de segurança e para manter os altos padrões de qualidade manteremos os investimentos na qualificação de nossos serviços e dos profissionais locais”, destacou Oliveira.

Fonte: Jornal A Crítica

ZFM espera quatro entrepostos em 2017

ZFM Entrepostos

Os entrepostos da ZFM (Zona Franca de Manaus) previstos para os Estados do Tocantins, Pará, Goiás e Espírito Santo estão em fase de processo licitatório, com término previsto até o final de 2016. Segundo o titular da Sefaz (Secretaria de Estado da Fazenda), Afonso Lobo, os armazéns devem iniciar operação no próximo ano, o que segundo ele, deverá contribuir com a logística da distribuição dos produtos do PIM (Polo Industrial de Manaus). Os entrepostos são pontos estratégicos no Brasil, com objetivos de facilitar a comercialização de produtos da ZFM no mercado nacional, com menor custo logístico e de tempo de entrega.
A ZFM conta com entrepostos em funcionamento em quatro cidades brasileiras: Rezende (RJ), Uberlândia (MG), Itajaí (SC) e Ipojuca (PE). No mês de abril, o governo do Estado assinou protocolo para operações de um entreposto, na cidade de Cariacica (ES). Porém, ainda há mais três cidades aguardando a implantação dos postos que são: Praia Norte (TO), Santarém (PA) e Anápolis (GO).
De acordo com o titular da Sefaz, Afonso Lobo, os armazéns previstos à implantação em Tocantins, Pará, Goiás e Espírito Santo passam por processo de licitação, o que deve ser finalizado até o final deste ano. Ele assegurou que os entrepostos devem iniciar operação em 2017.
“A previsão é que até o final deste ano o processo licitatório seja concluído e no próximo ano as operações iniciem. Um dos grandes problemas do PIM está na questão logística e os armazéns tem a proposta de facilitar a logística de distribuição dos nossos produtos”, disse o secretário.
Na avaliação do vice-presidente da Fieam (Federação da Indústria do Estado do Amazonas), Nelson Azevedo, a instalação e o funcionamento dos entrepostos aduaneiros em pontos estratégicos do país é um fator relevante tanto para o distrito industrial como para a economia amazonense. Ele explica que será uma forma de as empresas disponibilizarem os produtos à revenda nacional de forma mais acessível.
Azevedo ainda considera que os entrepostos terão maior contribuição a partir do momento em que a economia nacional mostrar sinais de recuperação. “Não há dúvidas de que no momento em que a economia brasileira mostrar recuperação os entrepostos desempenharão seu papel com maior ênfase do ponto de vista logístico por aproximar os principais centros consumidores aos produtos do PIM. Eles permitem que os produtos sejam disponibilizados com antecedência. Porém, os tributos só são desembolsados no ato da venda. É como se o produto fosse transferido a um depósito”, explica.

Funcionamento dos entrepostos

As estruturas devem funcionar como uma espécie de galpão, onde as mercadorias produzidas na ZFM ficarão armazenadas até que sejam distribuídas para os mercados de todo o país, ou mesmo para outros países.
O entreposto de Praia Norte, por exemplo, está previsto em um acordo de intenções firmado em 2013 pelos governos do Amazonas e do Tocantins. Na prática, a implantação do entreposto significa que as indústrias da ZFM não precisarão passar necessariamente por Belém para escoar sua produção para o restante do Brasil.
As balsas poderão navegar de Manaus direto para Praia Norte, desembarcar as mercadorias no porto do município e seguir o restante do trajeto pelo modal rodoviário, através da BR-153, ou pelo modal ferroviário, com a conclusão da ferrovia Norte-Sul.
Outro entreposto que deve utilizar a ferrovia Norte-Sul é o de Anápolis, haja vista que a cidade já se encontra ligada pela ferrovia ao porto de Itaqui (MA) e com projeto em andamento para extensão até o interior de São Paulo. Além da Norte-Sul, a cidade também é bem servida por rodovias.

Fonte: Jornal do Commércio

 

Uso de ferramentas eletrônicas para garantir quitação de débitos trabalhistas é estimulado pelo TRT

TRT

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 11ª Região (AM/RR) está investindo no uso de ferramentas eletrônicas para garantir o pagamento de débitos trabalhistas provenientes de sentenças judiciais. O objetivo é usar a tecnologia como aliada para solucionar processos em fase de execução, ou seja, quando há condenação, mas o devedor não cumpre a decisão judicial. As ferramentas eletrônicas serão utilizadas durante a 6ª Semana Nacional da Execução Trabalhista que será realizada entre os dias 19 e 23 de setembro.

Entre os recursos disponíveis para garantir que a parte executada, que foi condenada a fazer o pagamento da dívida trabalhista, de fato cumpra com a decisão judicial, estão: inclusão no sistema da Central Nacional de Indisponibilidade de Bens – CNIB, que decreta a indisponibilidade dos bens dos devedores, evitando a dilapidação do patrimônio; inclusão no Banco Nacional de Débitos Trabalhistas – BNDT, que impedirá a empresa de participar de procedimento licitatórios; inclusão no Serasajud, que agiliza a inclusão no cadastro de inadimplentes da Serasa; e o protesto do valor da dívida trabalhista decorrente de título executivo judicial através do Sistema Distribuidor de Títulos para Protestos (Sisprot).

Conforme explica a coordenadora da Semana, em 1º grau, juíza do trabalho Edna Maria Fernandes Barbosa, todas as ferramentas eletrônicas à disposição do TRT 11ª serão utilizadas nas audiências de conciliação a serem realizadas durante evento. “A orientação é que os juízes do trabalho possam tomar medidas restritivas em relação a executada durante a própria audiência, garantindo, assim, o pagamento da dívida e a celebração do acordo”, explicou a magistrada.

Fonte: Portal do Holanda

Média de investimentos se mantém em alta na Zona Franca de Manaus

 

MANAUS, 05/08/154 POLO INDUSTRIAL DE MANAUS. FOTO: ROBERVALDO ROCHA / CMM

 

A média mensal dos investimentos produtivos no Polo Industrial de Manaus (PIM) continua a se expandir neste exercício. A informação é da titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Rebecca Garcia, que citou os Indicadores do PIM referentes a junho para fazer o registro.

“O PIM abriu 2016 com média mensal de investimentos de 6.86 bilhões de dólares e, no mês de junho, chegou a 7.99 bilhões de dólares, o que representa expansão média superior a 16% de aplicações da indústria incentivada no período”, explicou a superintendente.

Os setores que tiveram investimentos maiores neste ano em relação à média de 2016 foram: bebidas, químico, duas rodas, papel e papelão, assim como o segmento ótico, informou Rebecca Garcia.

Fonte: Portal do Holanda