1

Imagem: Ilustrativa

Os trabalhadores interessados em ingressar com ação judicial cobrando a correção do FGTS do período de 1999 a 2013 podem contar com o apoio da assessoria jurídica do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal).

A partir do dia 17/02,  das 14h às 17h30, o setor jurídico estará atendendo os trabalhadores na sede do sindicato, localizado na rua Duque de Caxias, 958 – Praça 14 de janeiro.

Segundo o presidente do sindicato, Valdemir Santana,  o custo de um processo individual é mais alto do que o de uma ação coletiva e muitas vezes a correção do saldo do FGTS pode não pagar a conta. Ele recomenda que os trabalhadores procurem o sindicato para aderir ao processo. “Vamos cobrar na justiça a correção do saldo do FGTS dos trabalhadores. O sindicato luta por vitórias coletivas, e nesse sentido iremos representar mais uma vez centenas de trabalhadores do Polo Industrial de Manaus”, declarou Santana.

Os interessados devem apresentar, originais e cópias, dos documentos pessoais RG, CPF, PIS/PASEP, Comprovante de Residência, Extrato Analítico do FGTS (do período trabalhado: de 1999 a 2013), Carta de Concessão do Benefício (no caso dos aposentados), CTPS (das páginas onde consta o nº da CTPS e a foto), Qualificação Civil,  Contrato de Trabalho (da empresa onde trabalhou no período) e Registro de Opção do FGTS.

Leia mais…

>>>Trabalhador que sacou FGTS também tem direito a correção retroativa do valor pela inflação