Estamos em um tempo de angústias e incertezas.  A classe trabalhadora está submetida a constantes ataques dos seus direitos, resultado deste governo maluco e que tem atacado diretamente a Zona Franca de Manaus, seus trabalhadores e trabalhadoras.

Sindicatos e centrais sindicais seguem na resistência contra as mudanças e, apesar das dificuldades, têm conseguido preservar muitas conquistas em várias categorias profissionais.

Somos chamados a comemorar o Dia do Trabalhador com nossas companheiros e companheiros, defendendo a vida, os direitos e empregos!

Vamos avançar no campo político exigindo mudança na condução do nosso País, retirando do cargo um presidente que não sabe e nada faz para melhorar a condição da vida dos brasileiros e brasileiras, e, especialmente dos trabalhadores e trabalhadoras amazonenses, que a cada dia vê seus trabalhos ameaçados pelas ameaças à Zona Franca de Manaus.

Nosso povo e os trabalhadores merecem respeito!

Por isso nossas vozes se levantam neste 1º de Maio contra esse desgoverno que ameaça à vida de todos nós.

NÓS, TRABALHADORAS E TRABALHADORES DO AMAZONAS, temos que reaprender a nos organizar e lutar em defesa do que temos direito.

Conte com o Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas e a Central Única dos Trabalhadores no Amazonas para rompermos com esse sistema de dor e sofrimento e trazer novamente a certeza de dias melhores para todos nós e nossas famílias!

 

VALDEMIR SANTANA

Presidente do Sindmetal-AM e da CUT-AM