IMG-20150421-WA0005

Cátia Maria Braga Cheve, sindicalista do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas foi eleita vice-presidente da direção da CNM/CUT.

Os delegados e as delegadas do 9° Congresso Nacional dos Metalúrgicos da CUT elegeram na quarta-feira (15), por unamidade, a nova direção da entidade para o mandato 2015-2019. O metalúrgico na Ford do ABC, Paulo Cayres, foi reconduzido à presidência da Confederação e a direção eleita tem representantes de norte a sul do país, além de respeitar a cota de gênero estabelecida pela CUT. A sindicalista do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal), Cátia Maria Braga Cheve, foi eleita para a vice-presidência da direção da CNM/CUT.

 

 

Programa da Chapa “Unidade Metalúrgica”
1. Redução da jornada de trabalho sem redução de salários;
2. Fim do fator previdenciário;
3. Criação de mecanismos de proteção ao emprego;
4. Contrato de Trabalho nacionalmente articulado, com piso nacional metalúrgico;
5. Luta ampla pela democratização dos meios de comunicação;
6. Luta por educação pública de qualidade, com qualificação profissional e organização da juventude trabalhadora;
7. Defesa do Sistema Único de Saúde público e de qualidade para todos e todas;
8. Contra o PL 4330 e todos os projetos que visam a retirada de direitos da classe trabalhadora;
9. Pela consolidação do Macro Setor da Indústria na CUT;
10. Luta pela creche como um direito da criança e obrigação do Estado;
11. Acesso ao local de trabalho pelos representantes sindicais e contra toda e qualquer prática antissindical, além de investir na organização das CIPAs (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) rumo à Organização no Local de Trabalho.
12. Luta inalienável pelo aprofundamento da democracia e contra todo e qualquer tipo de golpe e pela reforma política;
13. Luta contra toda e qualquer discriminação e por uma sociedade mais justa, solidária e fraterna

Fonte: CNM/CUT