Num cenário conturbado que vive a economia brasileira nos últimos anos,o setor de eletroeletrônicos apresentou um leve sinal de recuperação no primeiro semestre de 2017, influenciada principalmente por segmentos da linha marrom e eletroportáteis. A afirmação é da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletrônicos (Eletros). Nesse rumo, empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) já se preparam forte para o segundo semestre.

Conforme os números da Eletros, apresentados durante a 12ª edição da feira de eletroeletrônico Eletrolar Show, em São Paulo, as vendas do setor registraram alta de 18,5% nos primeiros seis meses do ano no comparativo com o mesmo período do ano passado. Um salto de 33,3 milhões de unidades comercializadas em 2016 para 38,3 milhões em 2017.

Pela linha marrom – uma das principais produções do PIM -, as TVs que vinham de queda nas vendas desde 2015, registraram alta de 30,3% no primeiro semestre deste ano, segundo a associação. Os números apontam que foram 5,2 milhões de unidades ante os 4 milhões do ano anterior. Conforme dados da empresa GFK, também apresentados na Eletrolar Show, de janeiro a maio deste ano as vendas de TVs cresceram 15% em faturamento e 16% em volume ante ao mesmo período de 2016.

Para o presidente da Eletros, Lourival Kiçula, e o diretor comercial da GFK, Rui Agapito, a reação nas vendas desses mercados é explicada pela melhoria do cenário de consumo no período, influenciada pela liberação das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), mas também pelo desejo do consumidor de sair do sinal analógico e entrar para o digital.

Diante do resultado do primeiro semestre, o presidente do Grupo Eletrolar Show, Carlos Clur, se diz otimista com a recuperação do setor e com o aumento das oportunidades de negócios oferecidas pelo segmento de tecnologia, que vem fazendo diferença nas vendas do varejo.

A feira que apresentou 700 marcas e 10 mil produtos, segundo Clur, oportunizou a indústria brasileira de eletroeletrônicos apresentar as suas novidades para o varejo.

Semp TCL

Com planta fabril em Manaus, a Semp TCL (antiga Semp Toshiba), aproveita o embalo do crescimento das vendas de TV para apresentar ao mercado nacional a sua nova linha de TVs com telas de alta definição 4k, e uma nova geração de Smart TVs com aplicativos embarcados como o Netflix e Youtube.

O modelo de entrada, a Smart TV 4K P2, que já foi lançado para os brasileiros, é a primeira TV com o botão exclusivo Globo Play no seu controle remoto. Segundo o diretor de qualidade da marca, Maximiliano Raul Dominguez, com 49 polegadas, a P2 sai com preço sugerido de R$ 3.299. O modelo conta ainda com as versões de 55 e 65 polegadas.

A nova linha contará ainda com o modelo C2, considerada uma TV premium, e o X3, a topo de linha da marca. A primeira tem lançamento agendado para agosto deste ano, já a segunda, será lançado oficialmente em setembro. Com valor sugerido a partir de R$ 4,4 mil, a C2 conta com modelos de 55 até 75 polegadas, todas com sistema Android TV que permite ao usuário a busca de conteúdo por meio de comando de voz.

Já a X3, que tem tela curva, com moldura metálica, e tecnologia Quantum Dot, sistema True Color e uma série de aplicativos embarcados, será lançada apenas em 65 polegadas, ao preço sugerido de R$ 19,9 mil, segundo Maximiliano. Além da nova linha, a Semp TCL apresentou ao público também na Eletrolar Show, a sua TV 110 polegadas, uma das maiores do mundo. Sem plano comercial para o modelo, a marca venderá a TV gigante apenas por encomenda.

Positivo

Com produtos das marcas Positivo, Quantum e Vaio, a Positivo Tecnologia que registrou no ano passado um crescimento de 187%, segundo o vice-presidente de mobilidade de negócios institucionais, Norberto Maraschin, apostará forte em smartphone no segundo semestre deste ano. Por se tratar de uma empresa de capital aberto ele não informa a expectativa de crescimento da companhia para este ano.

Entre as apostas da empresa, segundo Norberto está um produto que promete mudar a experiência dos usuários de smartphones. Um mercado que perdeu em volume, mas segue crescendo em faturamento, segundo dados da GFK. O executivo não revelou qual será exatamente o novo produto, mas informou ao EM TEMPO que ele “libertar o usuário da TV”. Envolto em mistérios, a novidade será apresentada ao brasileiro no dia 29 de agosto.

No mesmo mercado, a Multilaser, que fabrica seus produtos em Minas Gerais, mas também atua com os principais varejistas de Manaus, apostará na venda de tablets e smartphones de qualidade similar ao de grandes marcas. A vantagem, segundo a diretora de marketing da companhia, Crisley Brizzi, são os preços de produto de entrada. “Nosso objetivo é sempre oferecer aos nossos parceiros e consumidores produtos de qualidade e que seja acessíveis”, diz.

Os Smartphones da linha MS, que variam de 1 a 3 GB de memória RAM e de 8 a 64 de memória de armazenamento, serão vendidos com preços que vão de R$ 220 a R$ 1,2 mil. Mas, entre eles, a grande aposta, de acordo com Grisley será o modelo MS55M. Com uma tela de 5.5 polegadas, o parelho chegará ao mercado com uma bateria de 4.500 miliamperes (mAh), uma volume que garante até 18 horas de navegação em redes sociais, a maior durabilidade do
mercado até agora.

Empresa estima 17% de alta

A categoria de eletroportáteis cresceu de janeiro a maio deste ano, conforme dados da GFK, 13% em faturamento e 12% em volume, puxado sobretudo pelos segmentos de preparo de alimentos (17,8%) e de cuidados pessoais (16,87%).

Líder de mercado nesses segmentos, a Mondial estima um crescimento de 17% neste ano em relação a 2016, segundo o sócio-fundador Giovanni Marins Cardoso. Das mais de 40 novas linhas de produtos, a categoria de cuidados pessoais deve crescer neste ano 30% entre as mulheres e 20% entre os homens. “Nossos produtos estão acima da média de mercado”, afirma.

Entre as novidades femininas estão os secadores de cabelos Chrome Pink SC-34 e o Golden Rose SC-32. O primeiro com 120 watts (w) de potência e o segundo de 200w. A Pink com preço sugerido de R$ 59,90 e a Rose a R$ 99,90.

Seguindo também a novas cores da empresa, a Mondial apresentou ainda a nova versão da sua escova mágica alisadora, a Golden Rose EA-02. Menor que o modelo lançado no ano passado, ela é também mais barata, ao preço de R$ 169,90.

Outra grande aposta Mondial, segundo Giovanni, agora no ramo da ventilação, será o Ventilador Turbo Tech Repelente Pastilha. Com preço sugerido de R$ 249,90, o executivo afirma que lojas de Manaus já encomendaram o aparelho e países da Europa também se interessam por ventilador.

A ideia da concepção do aparelho, segundo Giovanni, nasceu no momento em que o país trabalha para combater o mosquito transmissor do vírus da dengue, zika e chikungunya.

Pela linha marrom, na categoria de áudio, a Mondial lançará oficialmente no país, em setembro, o potente som portátil Vibe One Speaker. Ele chegará com o preço sugerido de R$ 299,90.

Um ar mais puro e Wi-Fi

Outro nicho importante de produção da indústria amazonense na categoria linha branca, diferente da marrom, registrou um crescimento tímido de apenas 2% no primeiro semestre do ano, no estudo da GFK, que incluiu outros produtos como congelador, secador, exaustor, entre outros.

Ainda assim, para o verão amazônico que vem com gosto neste segundo semestre, a empresa Midea – dona das marcas Springer e Carrier -, especialista na produção de linha branca, apostará em novos modelos de ar-condicionado. Segundo o gerente de produtos de ar-condicionado da companhia, Nikolas Carbacho, os investimentos seguirão na segunda geração do Midea Springer, que sucedeu a primeira linha com Wi-Fi, fabricado em 2014.

O da segunda geração já está no mercado com a tecnologia Inverter, que garante 74% de economia de energia. Ele conta ainda com um sistema de filtragem que elimina até 99,9% dos vírus e bactérias, incluindo o H1N1.

De acordo com Nikolas, o aparelho de 9 mil unidades térmicas britânicas (BTUs) chega ao varejo nacional com o preço sugerido de R$ 1.899 e mais R$ 99 pelo kit Wi-Fi. “Com o aplicativo eu posso acioná-lo de onde eu estiver. Ligo e até ajusto a temperatura”, explica o gerente de produtos.

Mas, a grande aposta da Midea só chegará ao mercado nacional em dezembro deste ano. Será o Midea Inverter Wi-Fi que, segundo o gerente, nasce com a promessa de 80% de economia de energia e uma tela alerta que evita sobre o usuário grandes correntes de ventos.

O aparelho virá ainda com sistema de controle de umidade de ar. Ele conta também com Wi-Fi, sistema de filtragem de vírus e bactérias. Tudo pelo preço sugerido de R$ 2.599 sobre o aparelho de 9 mil BTUs. Fabricado na China, de acordo com Nokolas, Midea Inverter poderá ganhar, em breve, uma linha de montagem em Manaus.

A empresa apresentou ainda ao varejo brasileiro, na Eletrolar Show, o seu aspirador de pó Robô Midea Smart. Um aparelho inteligente programado por controle remoto e vem com filtro Hepa de dupla filtragem – que retém até 99,9% de partículas que causam alergias -, e conta ainda com sensor de obstáculos e sistema de autorrecarga. Ele chegará ao preço sugerido de R$ 1.899. “É um produto de desejo do consumidor que quer mais liberdade nas tarefas de casa”, diz a gerente de produtos da Midea, Marta Pimentel.
FONTE: EM TEMPO