Foto: Arquivo Sindmetal

Foto: Arquivo Sindmetal

Os trabalhadores da Whirlpool entraram em greve por tempo indeterminado na manhã desta terça-feira (19).

Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal), Valdemir Santana, a greve é em virtude do descumprimento de várias cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), citando entre elas a alimentação, vagas nas creches, promoções e até situações de assédio moral dentro da empresa.

Sobre o reajuste salarial do setor eletroeletrônico, Santana afirma que o sindicato continuará com as paralisações das empresas do setor uma hora por dia,  até que os empresários fechem o acordo com o valor proposto em assembleia pelos trabalhadores. “Esse setor foi o que mais ganhou dinheiro este ano e só quer reajustar em 6% o salário dos trabalhadores. O sindicato não aceita isso!”, concluiu o presidente.