O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal-Am), Valdemir Santana, recebeu de trabalhadores do Polo Industrial de Manaus (PIM) informações de inúmeras irregularidades nas empresas Calcomp, P & G, Visteon, Whirlpool e Honda.

CALCOMP

Na empresa Calcomp os trabalhadores denunciaram sobre o pagamento do reajuste salarial que não foi efetivado conforme a Convenção Coletiva de Trabalho, irregularidades no horário de trabalho e solicitam uma solução sobre a PLR, Santana destaca que “todos esses problemas o Sindicato está tratando com a empresa, para uma solução imediata”.

P & G

O sindicato verificou várias denúncias de que a empresa P & G está praticando a terceirização irregular da atividade fim da empresa, com vários trabalhadores recebendo o salário mínimo, não estando de acordo com o que diz a Convenção Coletiva de Trabalho, o “Sindicato informa que caso essa situação não seja regularizada, será realizada uma Assembleia para garantir os direitos trabalhistas de cada um”.

VISTEON

O presidente da entidade (Sindmetal-Am), informou que após receber inúmeras denúncias, solicitou a direção da empresa Visteon providências para regularizar os salários dos trabalhadores, conforme a Convenção Coletiva de Trabalho.

WHIRLPOOL

Os trabalhadores da empresa Whirlpool, denunciaram que a empresa está oferecendo uma alimentação de baixa qualidade, que o plano de saúde está com um péssimo atendimento aos trabalhadores que procuram o serviço e que a empresa faz demissão em massa. Santana destacou que “o sindicato continua apurando as denúncias, quer as informações para garantir a manutenção de todos os direitos adquiridos pelos trabalhadores”.

HONDA

O Sindmetal-Am recebeu inúmeras denúncias sobre a terceirização irregular da atividade fim (embalagem), o péssimo atendimento do Plano de Saúde e que seus trabalhadores estão recebendo uma alimentação de péssima qualidade.

 

De acordo com Santana, o sindicato tem recebido várias denúncias sobre estes assuntos e diversas empresas, “pedimos que os trabalhadores continuem denunciando essas irregularidades”. É dessa forma que iremos garantir os direitos trabalhistas de cada trabalhador, os “golpistas” estão em todos os segmentos, sabemos que “enquanto um trabalhador do Polo Industrial de Manaus não consegue marcar uma simples consulta para um oftalmologista através do seu plano de saúde em Manaus, os gerentes e diretores das empresas do PIM realizam seu tratamento de saúde no Hospital Albert Einstein na cidade de São Paulo, assim não dá!”, desabafou o presidente.

Nesta semana, a direção do sindicato entrará em contato com as empresas para resolverem todas estas situações, informou Valdemir Santana.