conhecimento-empresas-profissionais-flexiveis-resilientes_ACRIMA20160319_0010_15

O atual cenário da economia nacional está reduzindo o poder aquisitivo da população e a oferta de empregos. Mais exigente, o mercado de trabalho busca profissionais flexíveis, que saibam se sair bem em contextos de crise. “Só o conhecimento técnico não basta”, afirma a diretora de Educação Profissional do Centro Literatus, Rosselane Sandrini.

De acordo com ela, a crescente desaceleração da economia e o aumento nos índices de desemprego contribuem para que empregadores selecionem com maior rigor seus colaboradores, tornando a competição pelos postos disponíveis uma corrida cada vez mais acirrada.

“As oportunidades demoram para aparecer, mas não significa que elas não existam. Na realidade, o ritmo está mais lento, mas há uma procura por profissionais com esse perfil de maior flexibilidade e que saibam lidar com momentos de crise, além, é claro, do conhecimento técnico”, afirma.

Educação técnica

Para quem deseja iniciar carreira na área de gestão – uma das que se encaixam nesse novo perfil – a diretora sugere que uma boa oportunidade é fazer um curso técnico. O Centro Literatus, por exemplo, é uma instituição que, analisando o cenário, viabilizou para o mercado de trabalho o sistema de educação técnica voltado à área de gestão, uma vez que estes são os meios mais breves e estratégicos para se alcançar uma vaga com maior rapidez.

“Ao contrário do que as pessoas pensam, o curso técnico é bem aceito no mercado de trabalho e as empresas valorizam muito esse tipo de qualificação”.
E é o que aponta a estudante do curso técnico em gestão da qualidade, Juliana Moraes, que também recorreu à formação na área como forma de complementar a experiência adquirida na profissão.

“Para se destacar e conseguir melhores salários é essencial estar sempre se atualizando. Agora, por exemplo, estou concluindo também um curso de Excel avançado, que acrescentará bastante na minha atuação profissional”, comenta a aluna, que já planeja também aprender outro idioma.

Os cursos de gestão oferecidos pelo CEL podem iniciar os alunos que desejam qualificar-se em uma determinada área para se inserir no mercado de trabalho. “São muitos os benefícios dos cursos técnicos, e dentre eles podemos destacar a rapidez, menor custo, praticidade e boa aceitação no mercado”. “De modo geral, fazer um curso técnico é vantajoso, especialmente para as pessoas que querem encontrar um bom emprego o quanto antes”, avisa Rosselane.

Felipe Valverde – Estudante de nível técnico

“O estudante  do curso técnico em gestão da qualidade, Felipe Valverde,  destaca que apesar de já vir atuando no mercado, o ensino específico tem sido fundamental para o exercício da profissão. “Há mais de seis anos concluí o curso técnico em eletromecânica, porém, desde o estágio, trabalho em controle da qualidade. É uma área aquecida, pois as empresas entendem a importância de buscar a excelência de seus produtos e processos”, comentou o profissional, que acredita que o conhecimento contínuo é fundamental para permanecer no mercado.

Já a estudante do curso técnico em gestão da qualidade, Juliana Moraes, defende melhor qualificação para aumentar suas chances no concorrido mercado. “Para se destacar e conseguir melhores salários é essencial estar sempre se atualizando. Agora, por exemplo, estou concluindo também um curso de Excel avançado, que acrescentará bastante na minha atuação profissional”.

Fonte: www.acritica.com