Foto: Sindmetal

Foto: Arquivo Sindmetal

O Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal) estuda a proposta patronal de 6,5% de reajuste salarial, mas os trabalhadores prometem endurecer o jogo, caso o reajuste não chegue ao mínimo de 10%.

O sindicalista Sidney Silva anuncia para breve uma decisão da categoria, na assembleia, que deverá terminar logo mais às 20h, no auditório do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas.

Sidney descartou o indicativo de greve, por enquanto. Ele disse que a direção do sindicato vai esgotar todas as possibilidades de negociação, antes de tomar a decisão de greve no Polo Industrial de Manaus. Ele acha que as indústrias podem se valer dessa ferramenta para demitir em massa, com a justificativa do abandono do trabalho.

A categoria iniciou reivindicando 13,15%, com data-base em agosto. Em nota publicada no site, entretanto, a entidade disse não aceitar a contraproposta apresentada pelo Sindicato das Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares de Manaus (Sinaees).

Fonte: Correio da Amazônia