Encontro acontece no miniplenário Cônego de Azevedo, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Saadya Jazine)

Encontro acontece no miniplenário Cônego de Azevedo, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Saadya Jazine)

Encontrar sugestões para destravar as dificuldades encontradas no Polo Industrial de Manaus (PIM). Esse é o objetivo da audiência pública “Zona Franca: Destravar para avançar”, que iniciou na manhã desta segunda (23) no miniplenário Cônego de Azevedo, Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE).

Entre os pontos de debate estão o destravamento da nova superintendência do órgão e a grande burocracia e falta de organização dos órgãos fiscalizadores no momento de instalação de uma empresa no PIM – que acaba gerando desistência em grande parte delas, diminuindo a possibilidade na geração de mais empregos no estado e arrecadação de impostos.

Na audiência estiveram presentes o superintendente interino da Zona Franca de Manaus (Suframa), Gustavo Igrejas, o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea), Cláudio Guenka, o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo, e o deputado estadual Serafim Corrêa.

Também compareceram na audiência o presidente do Instituto Nacional de Planejamento Urbano (Implurb), Roberto Moita, o coronel Fernando Sérgio, Antonio Silva, do Corpo de Bombeiros, presidentes de sindicatos, profissionais liberais e representantes de instituições públicas e empresários.

A audiência está programa para ocorrer durante toda a manhã e, ao final do dia, um documento será gerado com as principais propostas geradas para resolução do destravamento do PIM.

Fonte: Acritica.com