nespresso-citiz1

O Processo Produtivo Básico (PPB) para o “Aparelho Eletrotérmico para Preparação Instantânea de Café, Chá e/ou Bebidas com Leite, em Doces Individuais, a partir de Cápsulas e/ou Sachês” – as chamadas cafeteiras elétricas – foi estabelecido pela Portaria Interministerial nº 175, assinada na semana passada (dia 14), pelos ministros da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

A publicação do PPB era aguardada com expectativa pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (SUFRAMA), por empresas e por entidades de classe da região como o passo inicial para a implantação de um novo segmento industrial na Zona Franca de Manaus: o de produtos eletroportáteis.

Estima-se, inicialmente, que a produção de cafeteiras elétricas no Polo industrial de Manaus (PIM) irá gerar cerca de 500 empregos e investimentos de quase R$ 70 milhões. O cálculo é feito com base em informações fornecidas por sete empresas que já manifestaram interesse na fabricação do produto. Atualmente, o mercado de eletroportáteis é dominado por importados.

Fonte: www.suframa.gov.br