Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal), Valdemir Santana, informou que já foi aberto um canal de comunicação com o Governo do Estado para falar sobre as mudanças necessárias no Produto Produtivo Básico (PPB) das empresas localizadas no Polo Industrial de Manaus (PIM).

“No nosso entendimento se não houver essa mudança as empresas de componentes não vão resistir por muito tempo, uma vez que as empresas montadoras, ou seja, tomadoras de serviços, estão focadas em reduzir custos sem considerar as ações de cunho social”, afirma.

Segundo Santana, a ideia é reduzir a importação dos produtos que as empresas do Amazonas e do Brasil são capacitadas a produzir. Para ele, o que for produzido no estado ou em qualquer outra região é essencial para gerar empregos no País.

“Ultimamente as empresas de componentes estão importante os produtos e nem todas estão fazendo o recolhimento do imposto sobre serviços de qualquer natureza por meio do Damp. Nós queremos produzir os componentes em Manaus e garantir empregos em massa”, concluiu o presidente.