O SindMetal vê com normalidade as paradas da produção e os anúncios do fim do 3º turno.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindimetal), Valdemir Santana, classificou como ‘normal’ a fábrica da Moto Honda parar a sua produção de quinta a terça feira-feira, 30. Ele disse que, desde março, a empresa pára duas vezes por mês, sem prejuízos salariais para os trabalhadores.
Desde quinta-feira, funcionários da Honda, que detém 80% das vendas no Brasil, afirmam que a empresa suspendeu o terceiro turno de alguns setores. Os funcionários ou foram remanejados para outros setores ou foram colocados de folga. Segundo eles, a produção da HBA-08 e da HBA está parada desde terça (23). “A Honda dá folga, mas depois será reposto”, disseram.
“O sindicato foi informado dessa parada e, está acompanhando de perto a movimentação dentro da empresa. Eles (Honda) estão fazendo um inventário da produção e precisam parar, isso é normal”, afirmou Santana. Segundo ele, a parada de cinco dias não vai afetar a remuneração dos funcionários, pois tudo foi acordado para evitar demissões.