Valdemir Santana e diretores do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas e Central Única dos Trabalhadores se uniram aos trabalhadores do Polo Industrial de Manaus para cobrar do poder público, governos estadual e federal,  solução para a Zona Franca de Manaus, a uma só voz, mostraram sua indignação e revolta com a atitude do governo federal que não revogou o Decreto, ao contrário, o prorrogou por mais tempo.

Esse desgoverno que a cada dia que passa, prejudica mais o povo amazonense, com mentiras e enganações.

O trabalhador amazonense clama pela manutenção do trabalho, como garantia para ter o seu pão de cada dia.