mudancas-na-lei-trabalhista

Os dirigentes sindicais do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal-AM), em reunião realizada na terça-feira (13), debateram sobre as mudanças propostas pelo Governo Federal sobre a reforma trabalhista.

Segundo o presidente do Sindmetal-AM, Valdemir Santana, os trabalhadores serão prejudicados e a entidade não apoia nenhuma medida que mexa ou altere qualquer direito da classe trabalhador. “O Governo Federal tem conversado somente com os empresários, sem ouvir a classe trabalhadora. Nós criticamos essa postura”.

De acordo com o cenário, as propostas informam que o FGTS, férias, previdência social, 13o salário e licença maternidade, entre outros direitos trabalhistas, continuarão existindo obrigatoriamente, mas serão flexibilizados.