Samsung

O Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal-Am) constatou que os trabalhadores demitidos da Samsung não estão recebendo PLR de 2015 e 2016. “O sindicato vai abrir um espaço com a empresa para que ela atenda todos os trabalhadores que até agora não receberam o valor da PLR”, disse Santana.

LG

Os planos de saúde entre gerentes, supervisores e produção na empresa LG são diferenciados em função da posição hierárquica dos empregados. Para o presidente do Sindmetal-Am, Valdemir Santana, esta última situação trata-se de uma ação discriminatório por parte da empresa. “Isso é discriminação! O empregador não pode oferecer plano de saúde melhor para um empregado e pior para o outro considerando o cargo ocupado na empresa”.

Calcomp

Na empresa Calcomp os trabalhadores estão chegando na empresa as 6h da manhã e iniciando a jornada de trabalho às 7h30, fazendo horas extras, de acordo com o presidente do sindicato, Valdemir Santana “a empresa precisa explicar porque está acontecendo isso, independente do cargo que o trabalhador ocupe, seja ele na linha de produção ou nos cargos de níveis mais altos, a carga horária é de 8 horas diárias e 44 horas semanais”.

Moto Honda

Os trabalhadores da Moto Honda denunciaram a terceirização irregular no setor de almoxarifado da empresa, o que acarreta um golpe sobre os direitos dos trabalhadores assegurados pela legislação do trabalho. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, Valdemir Santana informa aos trabalhadores que ainda nesta semana o sindicato estará entrando em contato com a Moto Honda para que todos os trabalhadores que estão nesta situação sejam contratados diretos pela empresa, garantindo assim os direitos trabalhistas de cada trabalhador.

Segundo ele, o sindicato irá apurar todas as denúncias realizadas pelos trabalhadores ainda nesta semana.