O Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas recebeu várias denúncias vindas de trabalhadores da Empresa Samsung, que vai desde assédio moral até descumprimentos de nossa CCT e como a rotatividade de mão de obra que só usam 3 meses e são dispensadas como peças e não respeitando as Leis Trabalhistas do país, de acordo com eles, essa é uma prática de rotina, dentro da Samsung da Amazônia.

 

Um ditador vindo do México ou no mínimo quer regredir no tempo, os direitos que os trabalhadores conquistaram, através de suas lutas e ações constitucionais do Sindicato.

 

Não sei como era no México, aqui não permitiremos o descumprimento desrespeito à Convenção da nossa categoria, a dos Metalúrgicos, e assim resolvemos mover ação cível e trabalhista contra a empresa no Ministério Público do Estado (MPE) e no Ministério do Trabalho (MT), para dar suas devidas explicações!

 

Valdemir Santana, presidente do Sindmetal-AM salienta que “por medo de represálias, a maioria dos trabalhadores se calam perante estas atitudes, não recorrendo aos seus direitos”, ele pede que todo trabalhador DENUNCIE essa prática, para que tenha seus direitos assegurados.

 

Será se os dirigentes da Samsung não sabem o que esse Mexicano anda fazendo? Desrespeitando os trabalhadores e trabalhadoras do nosso Polo Industrial de Manaus?? Fica a pergunta.