Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, Valdemir Santana, o sindicato estará reivindicando 4% de aumento real, 3% de aumento sobre a produtividade e mais os índices de inflação apurados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que deve chegar em torno de 6%. “O aumento chegará em torno de 13%”, disse Santana.

Além disso, os seis meses de licença maternidade, a contratação dos profissionais de psicologia e serviço social nas empresas com mais de 500 funcionários, nutricionista naquelas com mais de 100 trabalhadores e que as empresas custeiem uma bolsa para que os trabalhadores entrem na universidade também fazem parte da pauta de reivindicação. “Lutaremos por tudo isso, inclusive para que o trabalhador receba o dia 31, uma vez que no Brasil as empresas só pagam por 30 dias, desconsiderando os meses com 31 dias”, salientou o presidente.

O documento será entregue ao Sindicato Patronal dos setores metalúrgicos, meios magnéticos, eletroeletrônicos e naval. Em seguida serão agendadas as reuniões de negociações.