Na tarde desta quinta-feira, 1 de outubro, a Central Única dos Trabalhadores – CUT-AM, através de seu Presidente, Valdemir Santana, encaminhou ao Sidia Instituto de Ciência e Tecnologia, oficio, solicitando esclarecimento e retratação sobre as Condições de Trabalho, e, por submeter seus trabalhadores a constrangimentos, a trabalhos exaustivos e maçantes, obrigando trabalhadores a fazerem horas extras para atender demandas extraordinárias, de forma habitual, e, com reuniões realizadas pelas áreas que muitas vezes extrapolam a jornada, devendo os funcionários bater ponto e voltar para a reunião, para que não gere horas extras.

Com práticas de assédio moral, perseguições psicológicas, exposição de trabalhadores a situações de constrangimento repetidas vezes o que fez com que as inúmeras denúncias chegassem a esta Central Única dos Trabalhadores, cuja “Missão é a defesa dos interesses imediatos e históricos da classe trabalhadora”.

 

“Baseada em princípios de igualdade e solidariedade, seus objetivos são organizar, representar sindicalmente e dirigir a luta dos trabalhadores e trabalhadoras da cidade e do campo, do setor público e privado, ativos e inativos, por melhores condições de vida e de trabalho e por uma sociedade justa e democrática”. (CUT)

 

A CUT-AM aguarda a reunião para ouvir sobre toda essa situação e a oferta de melhoria das condições de trabalho dada ao povo amazonense.