Seminário “Mulheres e Democracia: Políticas para as Mulheres e Mandatos Femininos”

//Seminário “Mulheres e Democracia: Políticas para as Mulheres e Mandatos Femininos”

Seminário “Mulheres e Democracia: Políticas para as Mulheres e Mandatos Femininos”

Nesta quinta-feira, dia 12 de Julho, teremos uma grande noite no Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, com a presença da Deputada Federal Benedita da Silva, PT/RJ.

O Seminário:  “Mulheres e Democracia: Políticas para as Mulheres e Mandatos Femininos” é uma realização da Secretaria Estadual de Mulheres do Amazonas do PT/AM, com apoio do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas.

Você é nossa convidada especial!!!

 Conheça Benedita da Silva

A vida de Benedita da Silva é um exemplo de fé e determinação, alicerçadas pela autoestima de quem conhece a extensão do seu próprio valor, e do valor de sua raça. Qualidade que, aliadas a uma capacidade inata de fazer política, aperfeiçoada por anos de experiência, são as grandes armas com que Benedita desenhou uma trajetória política incomum.Tinha tudo para dar errado. Quem, afinal, ousaria apostar no futuro sucesso daquela menina negra, nascida a 11 de março de 1942 na favela da Praia do Pinto no Rio de Janeiro – Brasil.

Formou-se aos 40 anos de idade em Estudos Sociais e Serviço Social. Em 1982, tornou-se a primeira mulher negra a ocupar uma cadeira na Câmara de Vereadores da Cidade do Rio de janeiro, e não parou por aí. Foi eleita Deputada Federal por duas vezes. Em seu primeiro mandato, durante a reforma da Constituição do Brasil, Benedita da Silva garantiu as mulheres presidiárias o direito de permanecerem com os seus filhos durante a amamentação. Como Deputada Federal foi autora de 84 projetos de leis de grande importância para a população. Sua atuação ajudou a escrever a história recente do país.

Em 1994, Benedita da Silva foi eleita com expressiva votação (2.248.861 votos) a primeira mulher negra a chegar ao Senado Federal, o mais alto escalão do Poder Legislativo brasileiro. Alguns anos mais tarde Benedita largaria o Senado para disputar o Governo do Estado do Rio de janeiro, numa aliança política inédita que reuniu todos os partidos progressistas do país.

Eleita Vice-Governadora do Estado do Rio de Janeiro desenvolveu todos os projetos sociais do governo. Em 2002, com a renúncia do então governador, Benedita da Silva assume a chefia do Executivo, tornando-se assim a primeira mulher a governar o Estado.

Em 2003, indicada pelo Presidente Luís Inácio Lula da Silva, assume a pasta do Ministério da Assistência Social, implantando políticas sociais de grande projeção. Depois em 2007 como secretária de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos no Estado do Rio de Janeiro liderou um amplo processo de Conferências ampliando a participação popular. Em 2010 e 2015 foi eleita mais uma vez para Câmara federal.

2018-07-11T16:34:35+00:00 Blog de Notícias|0 Comentários