Dia de festas, dia de lutas, dia das mulheres trabalhadoras

E as mulheres dos movimentos sociais e da Secretaria da Mulher do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, fizeram o que havia de melhor para comemorar o Dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher, em todo o mundo.
Com camisetas confeccionadas para esse dia, reuniões, assembleias, manifestos e recepção às mulheres metalúrgicas do Polo Industrial de Manaus, o Sindicato dos Metalúrgicos reconheceu o potencial e a força de trabalho feminina no maior centro industrial da Região Norte. As mulheres representam mais de 50% da força de trabalho nas indústrias do Amazonas e, foi para elas, que o presidente da entidade, Valdemir Santana, reservou todas as honrarias desse dia.
A vereadora Rosi Matos, a primeira metalúrgica mulher no parlamento, também se fez presente e confirmou que dedicará o seu mandato à defesa dos interesses trabalhistas das mulheres industriarias do Amazonas.

De acordo com Marluce Castelo Branco, diretora da Secretaria da Mulher do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, a noite do Dia 8 de Março, foi de festas, mas, também, de reivindicações, de manifesto , de promessas e de lutas mais intensas para garantir direitos conquistados e, outros da pauta de reivindicações, como: creches, luta pelo fim do limite de idade na contratação, combate às doenças ocupacionais entre outras reivindicações da mesma importância.