20150601_092444[1]Cerca de 120 ex-funcionários da empresa Wap Metal, demitidos do início do ano até agora, receberam uma cesta básica nesta segunda-feira (01), na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal), como parte da negociação feita entre o sindicato e a empresa, devido a Wap Metal não ter feito o pagamento do FGTS aos trabalhadores no momento da demissão.

Segundo o diretor sindical Cosmo Lima, com o acordo assinado pelos trabalhadores, a empresa pagará uma multa no valor de um salário de cada trabalhador, que deverá ser pago em 7 parcelas. Cosmo explica que o valor da parcela não poderá ser inferior ao valor do salário do trabalhador. “Pedimos que esses trabalhadores fiquem atentos e comuniquem o sindicato caso isso não aconteça”.

A primeira parcela da multa será paga neste mês de junho em duas vezes. A primeira na sexta-feira, dia 05/06, e a segunda no próximo dia 15/06. Os pagamentos das próximas parcelas e a entrega das cestas básicas serão realizados todo dia 15 de cada mês. O sindicato continua entregando as cestas básicas até esta quarta-feira (03), na segunda-feira (08), os trabalhadores receberão a cesta diretamente na sede da empresa.

De acordo com o dirigente sindical João Brandão, outro acordo foi feito entre a empresa e o sindicato para evitar a demissão de mais de 300 trabalhadores que continuam na Wap Metal. Brandão informou que os funcionários da Unidade II entrarão de férias coletiva e a empresa venderá dois prédios para pagar indenização, FGTS e INSS pendentes.