Porta de Fábrica Sony

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal), Valdemir Santana, informou nesta terça-feira (18), que o sindicato começará a parar algumas fábricas do Distrito Industrial a partir desta quarta-feira (19), caso o Sindicato Patronal não assine a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT-2015).

Segundo Santana, o dia 1º de agosto era a data limite para o reajuste salarial, mas até o momento os empresários se recusam a atender as cláusulas da CCT e a assinar o documento.

“Os trabalhadores do Distrito Industrial de Manaus estão aguardando o reajuste salarial que é de direito deles. Por isso, se o Sindicato Patronal não assinar o acordo, nós vamos começar a parar algumas fábricas sim”, declarou o presidente.