IMG-20140514-WA0029

Foto: Arquivo Sindmetal

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal) e presidente da Central Única dos Trabalhadores no Amazonas (CUT-AM), Valdemir Santana, representando os quase 900 mil trabalhadores beneficiados com a aprovação Câmara dos Deputados a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 103/10, que prorroga por 50 anos a Zona Franca de Manaus (ZFM), agradece a presidenta Dilma que mais uma vez honrou com a palavra dada ao povo amazonense.

“Tinha total certeza na promessa da presidenta Dilma, que era de aprovar a prorrogação da Zona Franca de Manaus por mais 50 anos ainda em 2014”, declarou. Santana estendeu os agradecimentos a bancada dos parlamentares do estado que estiveram engajados nessa causa, incluindo inclusive o ex-presidente do Brasil, Lula.

Para ele, a aprovação da PEC na Câmara era mais complicada que no Senado, onde deverá passar sem problemas e alterações. De acordo com Santana, a prorrogação da ZFM por mais 50 anos, mesmo não tendo sido aprovada no Senado ainda, eleva o nível de confiabilidade dos empresários com o modelo ZFM.

Votação

A Câmara dos Deputados aprovou, na tarde desta quarta-feira (4), em segundo turno, com 366 votos, a PEC 103/10 que prorroga, por 50 anos, a Zona Franca de Manaus. Dos 371 deputados presentes, dois foram contrários a votação e três se abstiveram. Agora, a proposta segue para análise, em dois turnos, no Senado.

A PEC foi encaminhada pela presidente Dilma Rousseff (PT) em 2010 e aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados em 19 de março.  A votação, nesta quarta, foi realizada após dois meses de articulações, em Brasília, entre os parlamentares federais do Amazonas, do Sul e do Sudeste com o governo federal.