A direção da empresa não informou se a unidade da Sony no Amazonas está incluída no quadro de demissões.

A direção da fábrica Sony está anunciando que vai cortar 1/5 (um quinto) dos postos de trabalho em sua sede e fechar uma fábrica de lentes de câmeras e celulares no Japão. O plano da empresa, previamente anunciado pela direção, é a de cortar algo em torno de 10 mil empregos até o primeiro trimestre de 2013 em suas fábricas ao redor do mundo.

A fábrica da Sony, no Amazonas, até o momento não foi incluída no quadro de dispensa de trabalhadores. A japonesa anunciou 1.800 demissões em uma unidade química vendida para um banco estatal no Japão e, vai eliminar 2 mil empregos em sua sede na fábrica de Gifu, região central do país e outros 2 mil funcionários em unidades da Europa, metade deles na joint venture de celulares com a Ericsson encerrada recentemente. As outras demissões serão em fábricas ao redor do mundo, disse a empresa, sem citar a unidade dói Amazonas.
A Sony espera economizar cerca de 30 bilhões de ienes (378,6 milhões de dólares) por ano, com as demissões e compensar as perdas com televisores e outros produtos eletrônicos fabricados pela Sony.